ORAÇÕES AO SANTÍSSIMO SACRAMENTO.

BENÇÃO DO SANTÍSSIMO SACRAMENTO.




V.: Oremos pelo nosso Santo Padre, o Papa Bento XVI.
R.: o Senhor o guarde e lhe conceda longa vida, torne-o feliz na terra e não o deixe cair sob a ira dos seus inimigos.

V.: Tu és Pedro (aleluia).
R.: E sobre esta pedra edificarei a minha Igreja. (aleluia)

Oremos: Deus, pastor e guia de todos os fiéis, olhai propício para o vosso servo o Papa Bento XVI, que constituístes pastor de vossa Igreja. Concedei-lhe, vos suplicamos, a graça de edificar seus súditos com suas palavras e exemplos, a fim de que, com o rebanho que lhe foi confiado, alcance a vida eterna. Por Cristo, Senhor nosso.
R.: Amém.

V.: Oremos por nosso (arce) bispo Dom...
R.: Que ele permaneça firme e apascente o seu rebanho na vossa fortaleza, Senhor, na sublimidade de vosso nome.

V.: Tu és sacerdote para sempre, (aleluia).
R.: Segundo a ordem de Melquisedeque.

Oremos: Ó Deus que velais sobre o vosso povo com bonda­de e o conduzis com amor, dai o Espírito de sabedoria e a abundância de vossas graças a vosso servo Dom..., nosso prelado, a quem confiastes o cuidado de nossa direção espiri­tual, para que ele cumpra fielmente junto de nós os deveres do ministério sacerdotal e receba na eternidade a recompen­sa de um fiel dispensador. Por Cristo, Senhor nosso.
R.: Amém.

TÃO SUBLIME SACRAMENTO (canto)

Tão sublime sacramento
adoremos neste altar.
Pois o Antigo Testamento
deu ao novo o seu lugar.
Venha a fé, por suplemento
os sentidos completar.

Ao Eterno Pai cantemos e a Jesus, o Salvador:
ao Espírito exaltemos,
na Trindade eterno amor; Ao Deus Uno e trino demos
a alegria do louvor. Amém.

V.: Do céu lhes destes o Pão. (aleluia)
R.: Que contém todo sabor. (aleluia)

Oremos: Deus, que neste admirável Sacramento, nos deixastes o memorial da vossa paixão, concede i-nos tal vene­ração pelos sagrados mistérios do vosso Corpo e do vosso Sangue, que experimentemos sempre em nós a sua eficácia redentora. Vós, que viveis e reinais pelos séculos dos sécu­los.
R.: Amém.

Bendito seja Deus.
Bendito seja o seu Santo Nome.
Bendito seja Jesus Cristo, verdadeiro Deus e verdadeiro homem.
Bendito seja o nome de Jesus.
Bendito seja o seu Sacratíssimo Coração.
Bendito seja o seu preciosíssimo sangue.
Bendito seja Jesus Cristo no Santíssimo Sacramento do altar.
Bendito seja o Espírito Santo Paráclito.
Bendita seja a grande Mãe de Deus Maria Santíssima.
Bendita seja a sua Santa Imaculada Conceição.
Bendita seja a sua gloriosa Assunção.
Bendita seja o nome de Maria Virgem e Mãe.
Bendito seja São José, seu castíssimo esposo.
Bendito seja Deus nos seus Anjos e nos seus Santos.

Deus e Senhor nosso protegei a vossa Igreja, dai-lhe santos pastores e dignos ministros. Derramai as vossas bênçãos, sobre o nosso santo padre, o Papa Bento XVI, sobre o nosso (arce) bispo, e (seus bispos auxiliares) sobre o nosso Pároco, sobre todo clero sobre o chefe da Nação e do Estado, e sobre todas as pessoas constituídas em dignidade para que governem com justiça. Dai ao povo brasileiro paz constante e prosperidade completa. Favorecei, com os efeitos contínuos de vossa bondade, o Brasil, este (arce) bispado, a paróquia em que habitamos, a cada um de nós em particular, e a todas as pessoas por quem somos obrigados a orar ou que se reco­mendaram às nossas orações. Tende misericórdia das almas dos fiéis que padecem no purgatório. Dai-lhes, Senhor, o des­canso e a luz Eterna.

Pai nosso... Ave Maria... Glória ao Pai.

********************************************

Oito dias de Adoração Eucarística.

Jaculatórias contra a Blasfêmia

Bendito seja Deus.
Bendito seja seu Santo Nome.
Bendito seja Jesus Cristo verdadeiro Deus e verdadeiro Homem.
Bendito seja o Nome de Jesus.
Bendito seja seu Sacratíssimo Coração.
Bendito seja Jesus no Santíssimo Sacramento do Altar.
Bendito seja o Espírito Santo Paráclito.
Bendita seja Maria Santíssima, a excelsa Mãe de Deus.
Bendita seja sua Santa e Imaculada Conceição.
Bendita seja sua gloriosa Assunção aos Céus.
Bendito seja o Nome de Maria, Virgem e Mãe.
Bendito seja São José, seu castíssimo Esposo.
Bendito seja Deus em seus anjos e em seus Santos.

Ato de Contrição:

Senhor meu Jesus Cristo, que pelo amor que tendes aos homens estais de noite e de dia neste Sacramento, todo cheio de piedade e de amor, esperando, chamando e recebendo a todos os que vêem a visitar-vos: eu creio que estais presente no Augusto Mistério do altar, Vos adoro desde o abismo de meu nada e vos dou graças por todas as mercês que me haveis feito, especialmente por haver-me dado neste Sacramento vosso Corpo, vosso Sangue, vossa Alma e vossa Divindade, por haver-me concedido como advogada a vossa Santíssima Mãe a Virgem Maria, e por haver-me chamado a visitar-vos neste lugar santo.
Adoro vosso amantíssimo Coração, e desejo adorar-vos com três fins: o primeiro, em agradecimento desta tão preciosa dádiva; o segundo, para desagravar-vos de todas as injurias que haveis recebido de vossos inimigos neste Sacramento, e o terceiro, porque desejo nesta visita adorar-vos em todos os lugares da terra, onde estais sacramentado com menos culto e mais esquecimento.
Jesus meu!, vos amo com todo meu coração; pesa-me de haver tantas vezes ofendido no passado a vossa infinita Bondade; proponho, ajudado de vossa graça, emendar-me no futuro; e agora, miserável como sou, me consagro todo a Vós; vos dou e entrego toda minha vontade, meus afetos, meus desejos e todo quanto me pertence. De hoje em diante fazei, Senhor, de mim e de minhas coisas tudo o que vos agrade. O que eu quero e vos peço é vosso Santo Amor, a perfeita obediência a vossa Santíssima vontade e a Perseverança final. Vos encomendo as almas do Purgatório, especialmente as mais devotas do Santíssimo Sacramento e de Maria Imaculada, e vos rogo também por todos os pobres pecadores. Em fim, amado Salvador meu, uno todos meus afetos e desejos com os de vosso amorosíssimo Coração, e assim unidos vos ofereço a vosso Eterno Pai e vos peço em vosso Nome que por vosso amor os aceite e os olhe benignamente. Amém.

Rezar seis Pai-Nossos, Ave-Marias e Glórias e a comunhão espiritual.

Comunhão Espiritual:

Oh! Jesus meu, creio que estais no Santíssimo Sacramento; vos amo sobre todas as coisas e desejo receber-vos dentro de minha alma. Já que agora não posso fazê-lo sacramentalmente vinde ao menos espiritualmente a meu coração. Como se já houvesse vindo, vos abraço e me uno todo a Vós; não permitais jamais que volte a abandonar-vos.
- Da desgraça de receber indignamente vosso Corpo e Sangue, livrai-nos, Senhor.
- Da concupiscência da carne, livrai-nos, Senhor.
- Da concupiscência dos olhos, livrai-nos Senhor.
- Da soberba da vida, livrai-nos, Senhor.
- De toda ocasião de ofender-vos, livrai-nos, Senhor.
- Jesus, ouvi-nos.
- Jesus, escutai-nos.

V. Nos haveis dado um pão vindo do céu.
R. Um pão que encerra toda doçura.


Rezar a oração do dia que corresponda:

Primeiro Dia

Oh! Deus, que no admirável Sacramento nos deixastes uma memória de vossa Paixão!, vos rogamos, Senhor, nos concedais que de tal maneira veneremos os mistérios de vosso Corpo e Sangue que perenemente sintamos em nós o fruto de vossa redenção: Vós que viveis e reinais com Deus Pai, em união do Espírito Santo, sois Deus por todos os séculos dos séculos. Amém.
Adorado e bendito seja para sempre e a cada instante o Divino Santíssimo Sacramento do Altar.

Segundo Dia

Dulcíssimo Jesus Sacramentado, já que todo o podes, remedia minha impotência. Sem Vós, nem tão sequer posso pronunciar vosso dulcíssimo nome.
Já que vos dignais aceitar minhas humildes adorações, fazei que cada dia sejam menos indignas de Vós. Vos peço, Senhor, por mediação da Santíssima Virgem Maria, vossa dulcíssima Mãe e Mãe minha também, e de meu Pai o Patriarca São José e de São Pascual Bailón, nossos Patronos e Protetores de nossa obra de adoração. Oh! bom Jesus, que vives e reinas pelos séculos dos séculos! Amém.

Terceiro Dia

Soberano Senhor Sacramentado, eu creio em Vós, espero em Vós, vos amo com todo meu coração. A memória de meus pecados oprime minha alma com uma viva dor. Concedei-me o perdão e a paz de uma reconciliação perpetua. A vista das virtudes que me faltam e que sinceramente devo adquirir, juntamente com minha debilidade e impotência, me enchem de angustiosa ansiedade.
Concedei-me, Senhor, a vitória sobre mim mesmo e as virtudes que necessito, para que minha adoração seja pura, perfeita e santa. Vos peço por mediação do Sagrado Coração de Maria, minha Mãe, e por vosso Sagrado Coração, dulcíssimo Jesus, que vives e reinas pelos séculos dos séculos. Amém.

Quarto Dia

Virgem Santíssima, ponde em meus lábios e em meu coração o Magnificat de vossa eterna gratidão a Nosso Senhor Jesus, vosso Filho Santíssimo. Adorado seja vosso Santo Nome.
Oh! Maria, Mãe da Eucaristia!, doutrinai-me no amor de Jesus Sacramentado; colocai-me no Sagrado Coração Eucarístico para que nEle e por Ele dê graças sem fim ao Eterno Pai, que com o Verbo Encarnado e o Espírito Santo vive e reina pelos séculos dos séculos. Amém.

Quinto Dia

Oh! radiante Sol da Eucaristia! Com perfeição infinitamente maior que o sol da terra, Vós iluminas, acendes e fecundas o mundo sobrenatural de nossas almas. Vós converteis nosso ser terreno em outro ser celestial e divino. Volte a nós como vencedor das densas sombras da falsa humildade, do temor servil com que a heresia quis apartar de Vós as almas.
Despertai em vossa povo a antiga vida eucarística, vida de luz e de amor, de sacrifício e de alegria, principio e continuação da eterna vida, que é adorar-vos, servir-vos e amar-vos em vossos tabernáculos para continuar nossa vida de adoração nos céus. Amém.

Sexto Dia

Oh! Soberano Senhor Sacramentado! Por um dever e um estimulo de minha consciência, desejo com toda minha alma reparar o mal de meus pecados e ingratidões e cometidos contra Vós. Por um dever de caridade com meus próximos, desejo reparar todas suas ofensas, e desagravar vosso Divino Coração, consolar-vos e atrair a todos ao vosso Divino Coração, consolar-vos e atrair vosso perdão sobre mim e sobre meus irmãos, sobre todos os homens.
A ele me move o amor que vos professo sobre todas as coisas, com todo o afeto de meu coração, porque quero ver-vos triunfante, bendito e adorado de todos os corações. Uno meus desejos a vossa reparação infinita no Santíssimo Sacramento, meus pensamentos e minhas obras, e sobre todas elas, vossa adoração perpetua, Real e Universal.
As uno a minha Mãe Reparadora e por sua mediação vos peço, com humildade e confiança, o espírito da verdadeira Reparação; a Vós, Oh! doce Jesus meu, que, com o Pai e o Espírito Santo, viveis e reinais por todos os séculos. Amém.

Sétimo Dia

Senhor meu Jesus Cristo, que, derramando sobre os homens as riquezas de vosso amor, instituístes o Sacramento da Eucaristia, vos suplicamos nos concedais que possamos amar sempre vosso Coração amantíssimo e fazer um uso digno e frutuoso deste Augusto Sacramento. Vós que viveis e reinais com o Pai na unidade do Espírito Santo, pelos séculos dos séculos. Amém.

Oitavo Dia

Oh! Cristo Jesus! eu vos reconheço por Rei universal.
Tudo o que tem sido feito, tem sido criado por Vós. Exercei sobre mim todos os vossos direitos. Eu renovo minhas promessas do batismo, renunciando a Satanás, a suas pompas e a suas obras, e prometo viver como bom cristãos. E de um modo particular, eu me obrigo a fazer triunfar, segundo minhas forças, os direitos de Deus e de vossa Igreja.
Divino Coração de Jesus, eu vos ofereço minhas pobres orações para alcançar que todos os corações reconheçam vossa Realeza Sagrada, e que assim o Reino de vossa paz se estabeleça em todo o universo. Assim seja.

*****************************************************************

AÇÃO DE GRAÇAS APÓS A COMUNHÃO.


Alma de Cristo, santificai-me.
Corpo de Cristo, salvai-me.
Sangue de Cristo, inebriai-me.
Água do lado de Cristo, lavai-me
Paixão de Cristo, confortai-me.
Oh! bom Jesus, ouvi-me.
Dentro dos vossas chagas, escondei-me
Não permitais, que eu me separe de vós.
Do espírito maligno, defendei-me.
No hora da minha morte, chamai-me.
E mandai-me ir, para Vós.
Para que com os vossos santos, vos louve.
Por todos os séculos dos séculos. Amém.

*****************************************************************


Adoração ao Santíssimo Sacramento.


Composta por São Tomás de Aquino, a pedido do Papa Urbano IV. 1263


Eu vos adoro devotamente, oh! Divindade escondida, que verdadeiramente Se oculta sob estas aparências, a Vós, meu coração submete-se todo inteiro, porque, vos contemplando, tudo desfalece.
A vista, o tato, o gosto falham com relação a Vós mas, somente em vos ouvir em tudo creio. Creio em tudo aquilo que disse o Filho de Deus, nada mais verdadeiro que esta Palavra de Verdade.
Na Cruz, estava oculta somente a vossa Divindade, mas aqui, oculta-se também a vossa Humanidade.
Eu, contudo, crendo e professando ambas, peço aquilo que pediu o ladrão arrependido.
Não vejo, como Tomé, as vossas chagas, entretanto, vos confesso meu Senhor e meu Deus.
Faça que eu sempre creia mais em Vós, em vós esperar e vos amar.
Oh! memorial da morte do Senhor, Pão vivo que dá vida aos homens, faça que minha alma viva de Vós, e que à ela seja sempre doce este saber.
Senhor Jesus, bondoso pelicano, lava-me, eu que sou imundo, em teu sangue, pois que uma única gota faz salvar todo o mundo e apagar todo pecado.
Oh! Jesus, que velado agora vejo, peço que se realize aquilo que tanto desejo: Que eu veja claramente vossa face revelada; que eu seja feliz contemplando a vossa glória. Amém.


*******************************************************************

Ato de Adoração e Reparação.

1. Eu vos adoro com profundo respeito, meu Jesus, no Santíssimo Sacramento; reconheço-vos por verdadeiro Deus e homem; e tenho a intenção de suprir com este ato de adoração, a frieza de tantos cristãos ao passarem diante de vossas igrejas e, às vezes, mesmo diante de vosso sagrado tabernáculo, em que vos dignais estar a toda hora, desejando, com impaciência amorosa comunicar-vos com vossos fiéis – nem ao menos vós saúdam! E com sua indiferença se mostram como os hebreus no deserto, nauseados deste maná celeste! Eu vos ofereço o preciosíssimo Sangue que derramastes da chaga de vosso pé esquerdo, em reparação de tão insuportável tibieza; e, encerrando-me espiritualmente nesta Sagrada Chaga, peito mil e mil vezes:

Graças e louvores sejam dados a todo o momento!
Ao Santíssimo e Diviníssimo Sacramento.
Pai-Nosso, Ave-Maria e Glória ao Pai.

2. Eu vos adoro com profundo respeito, meu Jesus. Reconheço-vos presente no Santíssimo Sacramento, e tenho a intenção de repara a ingratidão de tantos cristãos que vendo-vos sair a visitar os pobres enfermos, para ser o seu conforto e consolação na grande viagem para a eternidade, vos deixam passar sem acompanhar-vos e apenas se dignam a fazer um ato de externa adoração. Eu vos ofereço, em reparação de tamanha frieza, o preciosíssimo Sangue que derramastes da chaga de vosso pé direito, e, encerrando-me espiritualmente nesta Sagrada Chaga, repito mil e mil vezes:

Graças e louvores sejam dados a todo o momento!
Ao Santíssimo e Diviníssimo Sacramento.
Pai-Nosso, Ave-Maria e Glória ao Pai.

3. Eu vos adoro com profundo respeito, meu Jesus, verdadeiro Pão da vida eterna; e com  este ato de adoração tenho a intenção de compensar as muitas feridas que vosso Coração sofre, todos os dias pela profanação das igrejas, onde vos dignais estar debaixo das espécies sacramentais, para ser adorado e amado por vossos fiéis. Eu vos ofereço, em reparação de tantas irreverências, o preciosíssimo Sangue que derramastes da chaga de vossa mão esquerda, e, encerrando-me espiritualmente nesta Sagrada Chaga, repito mil e mil vezes:

Graças e louvores sejam dados a todo o momento!
Ao Santíssimo e Diviníssimo Sacramento.
Pai-Nosso, Ave-Maria e Glória ao Pai.

4. Eu vos adoro com profundo respeito, meu Jesus, Pão da vivo descido dos céus; e tenho a intenção de reparar com este ato de adoração, tantas e tão repetidas irreverências que cada dia cometem vossos fiéis ao assistirem a Santa Missa, na qual por excesso de amor, renovais, de modo incruento, o mesmo Sacrifício que consumastes no calvário, para a nossa salvação. Eu vos ofereço, em reparação de tanta ingratidão, o preciosíssimo Sangue que derramastes da chaga de vossa mão direita, e, encerrando-me espiritualmente nesta Sagrada Chaga, reúno minha vós às vozes dos Anjos que, em adoração, vos rodeiam, dizendo, juntamente com eles:

Graças e louvores sejam dados a todo o momento!
Ao Santíssimo e Diviníssimo Sacramento.
Pai-Nosso, Ave-Maria e Glória ao Pai.

5. Eu vos adoro com profundo respeito, meu Jesus, verdadeira vítima de expiação por nossos pecados; e vos ofereço este ato de adoração em compensação dos sacrilégios e ultrajes que recebeis de tantos cristãos, que se atrevem até ir receber-vos na Santa Comunhão tendo a sua alma em pecado mortal!Eu vos ofereço, em reparação de tão abomináveis sacrilégios, as últimas gotas de vosso preciosíssimo Sangue que derramastes da chaga do lado, e, encerrando-me nesta Sagrada Chaga, eu vos adoro, bendigo e amo, repetindo, em  união com todas as almas devotas do santíssimo sacramento:

Graças e louvores sejam dados a todo o momento!
Ao Santíssimo e Diviníssimo Sacramento.
Pai-Nosso, Ave-Maria e Glória ao Pai.

*******************************************************************
A Hora Santa.

Divino Salvador das almas: cobertos de confusão nossos rostos nos ajoelhamos em vossa presença soberana, dirigindo um olhar ao solitário Tabernáculo, onde permaneces cativo de amor, nossos corações se comovem ao contemplar a solidão e esquecimento em que os tem vossos criaturas.

Haveis derramado em balde vosso Sangue bendito? Será inútil tanto amor? Mas já que nos tem permitido nesta noite unir nossas reparações as vossas, e acompanhar-vos em vosso Sacramento, onde Vós, que sois o Sol do mundo, irradias silenciosamente sobre nós a todas as horas a luz da verdade, o calor do amor divino, a beleza do sobrenatural e a fecundidade generosa de todo bem; já que vos tem dignado escolher-nos dentre todos os homens para gozar de vossa companhia e amizade, permite-nos pelos que não vos bendizem ou blasfemam de Vós, Oh! pacientíssimo Senhor Jesus, adorar-Vos-ei por todos aqueles que vos tem esquecido, e implorarei para eles à infinita misericórdia de vosso Coração, indulgência para seus esquecimentos e para seus crimes.

"O que não tinha a ver com o pecado, por nós pagou o pecado, para que nós, por seu intermédio, obtivéssemos a reabilitação de Deus". 2Co 5,21

Oh! Jesus! Por nossos pecados, os de nossos pais, irmãos e amigos, e pelos do mundo inteiro:
Perdão, Senhor, perdão.
Pelas infidelidades e sacrilégios, pelos ódios e rancores:
Perdão, Senhor, perdão.
Pelas blasfêmias; pela profanação dos dias santos:
Perdão, Senhor, perdão.
Pelas impurezas e escândalos:
Perdão, Senhor, perdão.
Pelos furtos e injustiças, pelas debilidades e respeitos humanos:
Perdão, Senhor, perdão.
Pelas desobediências a Santa Igreja:
Perdão, Senhor, perdão.
Pelos crimes dos esposos, as negligências dos pais e as faltas dos filhos:
Perdão, Senhor, perdão.
Pelos atentados contra o Romano Pontífice:
Perdão, Senhor, perdão.
Pelas perseguições levantadas contra os bispos, sacerdotes, religiosos e sagradas virgens:
Perdão, Senhor, perdão.
Pelos insultos a vossas imagens, profanação dos templos, abuso dos Sacramentos e ultrajes ao Augusto Tabernáculo:
Perdão, Senhor, perdão.
Pelos crimes da imprensa ímpia e blasfema, e pelas horrendas maquinações das seitas tenebrosas:
Perdão, Senhor, perdão.
Pelos justos que vacilam, pelos pecadores que resistem a graça, e por todos os que sofrem: Piedade, Senhor, piedade!

Perdão, Senhor, e piedade pelo mais necessitado de vossa graça; que a luz de vossos divinos olhos não se aparte jamais de nós; perdão pelos nossos inconstantes corações; dai-nos a sentir algo do calor divino de vosso peito, e que nossas almas se derretam de amor e arrependimento. Amém

***********************************************************************


Um comentário: